Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 10 de setembro de 2012


                                 Com oitenta anos

  Com oitenta anos ,quem me dera chegar lá.Mas levando na ficção minha história começa assim:
   Hoje ,meu aniversário 80 (oitenta) anos, recebi vários beijos, mas não pude retribuir, pois mal consigo levantar.Minha filha ajudou a colocar-me na cadeira de rodas.E me levou até um cômodo que não reconheço mais , onde havia várias pessoas e um grande e lindo bolo, com um monte de luzes que me disseram que eram velas.
  Chegando lá disseram um nome estranho, acho que era o meu nome. Minha filha colocou sondâ, eu comi mesmo ficando com vontade de comer um pedaço daquele bolo.
  No final daquele dia, lembrei de tudo o que tinha me acontecido á vida inteira e descobri que era a pessoa mais feliz na vida, pois apesar de tudo o que estava passando, lembrei que tenho o bem mais precioso na vida, a família.

Fim...
  
                                                                         Baseado em fatos
                                                                         reais.Mãe da profº
                                                                         Zorilda




Nenhum comentário:

Postar um comentário